agende agora

Criar “zona suja” na entrada de casa ajuda no combate à Covid-19


Em tempos de combate ao avanço do contágio por coronavírus, limpeza e higienização são palavras de ordem quando falamos em quarentena. Mas o que você diria se a gente te contasse que criar uma “zona suja” em casa também contribui, e muito, para a prevenção da Covid-19?

Calma, não estamos dizendo que é para você parar de limpar a casa ou descuidar da higiene pessoal, pelo contrário. Mas, sim, que você deve destinar uma área da entrada na qual itens que usar quando precisar ir ao mercado ou à farmácia, como calçados, roupas, chaves e bolsa, possam ficar separados, o que previne a contaminação das demais superfícies com as quais se tem contato no ambiente doméstico.

Em tempos de combate ao avanço do contágio por coronavírus, limpeza e higienização são palavras de ordem quando falamos em quarentena. Mas o que você diria se a gente te contasse que criar uma “zona suja” em casa também contribui, e muito, para a prevenção da Covid-19?

Calma, não estamos dizendo que é para você parar de limpar a casa ou descuidar da higiene pessoal, pelo contrário. Mas, sim, que você deve destinar uma área da entrada na qual itens que usar quando precisar ir ao mercado ou à farmácia, como calçados, roupas, chaves e bolsa, possam ficar separados, o que previne a contaminação das demais superfícies com as quais se tem contato no ambiente doméstico.

Assim, se você já conta com um hall de entrada, faça dele um aliado à prevenção deixando ali tudo o que saiu à rua. Caso não tenha, basta criar um “hall imaginário”, que pode ser delimitado por uma fita ou até mesmo um tapete, e seguir as dicas abaixo para manter o coronavírus o mais longe possível. Confira!

Roupas

Deixe um cesto próximo à entrada ou use ganchos e cabideiros nos quais possa deixar as roupas com as quais saiu de casa. Elas podem carregar o vírus, então lembre-se de tirá-las toda vez que voltar para casa.

Sapatos

O mesmo vale para os calçados, que trazem para dentro toda a sujeira com a qual temos contato na rua. Use uma caixa, um banco, um cesto ou separe um cantinho onde possa deixar os sapatos que usou no ambiente externo. Eles não devem “passear” pelos demais cômodos da casa. Deixe próximos, mas não dentro da “zona suja”, pantufas, chinelos ou meiões de que goste e que te deixem confortável em casa.

Bolsas e carteiras

Bolsas, carteiras, óculos, chaves e celulares não ficam de fora. Objetos que comumente acumulam sujeira, bactérias e vírus, eles não devem entrar em casa. O ideal é pendurar em ganchos ou apoiar em prateleiras e aparadores logo na entrada. Para os celulares, dos quais, convenhamos, é mais difícil manter o distanciamento, uma dica é embala-los em papel filme antes de sair de casa (desde que eles estejam limpos, obviamente).

Em tempos de combate ao avanço do contágio por coronavírus, limpeza e higienização são palavras de ordem quando falamos em quarentena. Mas o que você diria se a gente te contasse que criar uma “zona suja” em casa também contribui, e muito, para a prevenção da Covid-19?

Calma, não estamos dizendo que é para você parar de limpar a casa ou descuidar da higiene pessoal, pelo contrário. Mas, sim, que você deve destinar uma área da entrada na qual itens que usar quando precisar ir ao mercado ou à farmácia, como calçados, roupas, chaves e bolsa, possam ficar separados, o que previne a contaminação das demais superfícies com as quais se tem contato no ambiente doméstico.

Assim, se você já conta com um hall de entrada, faça dele um aliado à prevenção deixando ali tudo o que saiu à rua. Caso não tenha, basta criar um “hall imaginário”, que pode ser delimitado por uma fita ou até mesmo um tapete, e seguir as dicas abaixo para manter o coronavírus o mais longe possível. Confira!

Roupas
Deixe um cesto próximo à entrada ou use ganchos e cabideiros nos quais possa deixar as roupas com as quais saiu de casa. Elas podem carregar o vírus, então lembre-se de tirá-las toda vez que voltar para casa.

Sapatos
O mesmo vale para os calçados, que trazem para dentro toda a sujeira com a qual temos contato na rua. Use uma caixa, um banco, um cesto ou separe um cantinho onde possa deixar os sapatos que usou no ambiente externo. Eles não devem “passear” pelos demais cômodos da casa. Deixe próximos, mas não dentro da “zona suja”, pantufas, chinelos ou meiões de que goste e que te deixem confortável em casa.

Bolsas e carteiras
Bolsas, carteiras, óculos, chaves e celulares não ficam de fora. Objetos que comumente acumulam sujeira, bactérias e vírus, eles não devem entrar em casa. O ideal é pendurar em ganchos ou apoiar em prateleiras e aparadores logo na entrada. Para os celulares, dos quais, convenhamos, é mais difícil manter o distanciamento, uma dica é embala-los em papel filme antes de sair de casa (desde que eles estejam limpos, obviamente).

Lave as mãos!
Você já sabe, mas nunca é demais lembrar! Além do isolamento social, lavar bem as mãos e mantê-las sempre limpas é o principal meio de prevenção ao contágio por coronavírus. E isso é ainda mais imprescindível quando voltamos da rua. Ao chegar em casa, e depois de executar os passos acima, vá até a pia mais próxima e faça a higienização das mãos com água e sabão, esfregando a palma, o dorso, entre e as pontas dos dedos e o punho. Deixe o álcool gel para fazer a higiene em momentos em que água e sabão estejam indisponíveis.

Acompanhe os dados em tempo real através de nosso site do Coronavírus.

Fonte: Gazeta do Povo

H3Med

Subir Página