agende agora

Imunidade contra o novo coronavírus pode durar apenas seis meses, alerta estudo


Covid-19

Um estudo de longa aplicação realizado pela Universidade de Amsterdã, na Holanda, sugere que a imunidade criada pelo corpo humano após contrair o novo coronavŕus pode durar apenas seis meses.

A notícia põe em xeque a ideia ventilada por diversos países (Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, Espanha e outros) de criar um “passaporte da imunidade” para quem já contraiu a Covid-19 supondo que a reinfecção pelo novo coronavírus seria impossível.

O estudo na Holanda monitorou regurlarmente um grupo de dez homens, nos últimos 35 anos, para determinar os níveis de anticorpos no corpo deles para os quatro coronavírus humanos sazonais existentes até hoje. Com idades entre 27 e 40 anos, os testes de anticorpos nesses homens foram realizados em intervalos de três ou seis meses. 

No podcast Tempo Hábil Entrevista: pesquisa revela a força dos canais de fake news sobre coronavírus no YouTube

Segundo os pesquisadores holandeses, os resultados apontam uma “duração alarmantemente curta da imunidade contra os coronavírus” com reinfecções frequentes um ano após e redução substancial dos anticorpos contra o vírus em seis meses após a primeira infecção.

“Se o SARS-CoV-2 se comportar como um coronavírus sazonal no futuro, um padrão semelhante pode ser esperado. Como a imunidade protetora pode ser perdida seis meses após a infecção, a perspectiva de atingir a imunidade funcional do rebanho por infecção natural parece muito improvável”, alertam os pesquisadores.

H3Med

Subir Página