agende agora

Saiba o que é endoscopia e como funciona esse exame


A endoscopia pode ter um nome complicado e causar certas inseguranças em alguns, mas não tem motivos nenhum para isso! Por acreditarmos que todo mundo merece ter qualidade de vida, vamos te ajudar a saber o que é endoscopia e como esse exame funciona.

Muitas pessoas não gostam de fazer exames porque têm dúvidas sobre como eles funcionam. Por não conhecer os procedimentos e os cuidados necessários, surgem o medo da anestesia ou de algum desconforto. É normal ter dúvidas, o que não pode é deixar de se cuidar por falta de informação, não é?

Quer saber mais? Continue lendo!

O que é endoscopia

Também conhecida como endoscopia digestiva alta — a baixa se chama colonoscopia —, a endoscopia é um exame de imagem que analisa a mucosa do seu trato digestivo. Ela serve para avaliar eventuais problemas no esôfago, no estômago ou no duodeno — parte inicial do intestino delgado.

Como é feita a endoscopia

O exame é bem rápido, geralmente dura de 5 a 30 minutos, mas talvez o paciente precise esperar um tempinho a mais até passar o efeito da anestesia. Veja, a seguir, detalhes de como é feito a endoscopia.

Funciona da seguinte forma: no início, o médico pode administrar uma sedação para você dormir tranquilamente durante o exame, ou optar por uma anestesia local, na qual ele aplica um spray na garganta. Isso serve para que você não sinta desconforto nem tenha reflexos de vômito ao longo do exame.

Para saber se a anestesia será necessária ou não, é realizada uma avaliação pré-anestésica.

Depois de aplicar a anestesia, o médico coloca um suporte redondo na boca, para que você não morda o aparelho. Feito isso, é introduzido um tubinho flexível, mais ou menos da grossura de um canudinho, que desliza pela garganta até chegar ao final do estômago — que é a parte chamada duodeno.

Na ponta desse tubo, há uma câmera com um chip que captura as imagens e transmite as fotos ou o vídeo para uma processadora. Bem interessante, não é?

Em alguns casos, pode ser que o médico faça também uma biópsia. Se ele visualizar alguma parte da mucosa com aspecto diferente, pode tirar um pedacinho e enviá-lo para análise no laboratório, só pra ter certeza de que está tudo certo.

Quando a endoscopia é indicada

O médico normalmente prescreve a endoscopia quando são relatados alguns sintomas, tais como:

  • Falta de apetite;
  • Excesso de fome;
  • Dores estomacais;
  • Gases;
  • Vômitos;
  • Azia;
  • Refluxo,
  • Infecções.

O Dr. Felipe Folco ressalta que para cada área do corpo, são feitos tipos de endoscopia diferentes.

Esse exame também pode ser solicitado para acompanhar o tratamento de enfermidades em outros órgãos. Existem doenças específicas do estômago que são analisadas por meio da endoscopia, tais como úlceras, gastrite e outras inflamações.

Além disso, existem alguns procedimentos que, embora não sejam necessariamente doenças, também precisam da endoscopia para serem bem-feitos. Exemplos são: colocar um balão gástrico para tratar obesidade; retirar pólipos (crescimento anormal de tecido) e remover objetos que foram engolidos.

Como esse exame não é necessariamente um procedimento terapêutico, ele é feito com pouca frequência. Pode ser que, na primeira vez que você fizer, o diagnóstico já seja dado, e o problema seja resolvido com um tratamento simples.

No entanto, caso esteja tratando alguma doença a longo prazo, a endoscopia pode ser solicitada para acompanhar a eficácia do método.

A endoscopia oferece algum risco?

Raramente. Pode ser que passe muito ar na hora do exame, e, por isso, você fique com uma sensação de estômago cheio. Também pode acontecer certo desconforto ou dorzinha de garganta devido ao movimento do aparelho.

Dependendo do organismo da pessoa, pode acontecer alguma alergia aos medicamentos utilizados.

Outro efeito que algumas pessoas sentem é pressão baixa e suor, principalmente por conta da sedação. Daí a importância de fazer a avaliação pré-anestésica antes da endoscopia. Se acontecer isso, procure repousar ao longo do dia para não ter problemas.

Cuidados antes e depois do exame

Como todo procedimento médico, é indicado ter certos cuidados antes e depois de fazer esse exame. Saiba melhor a seguir.

Antes do exame

Normalmente, o preparo para endoscopia é de jejum absoluto de 8 horas. Os medicamentos que não puderem ser interrompidos devem ser tomados até duas horas antes, só com um pouquinho de água. Siga sempre a orientação do médico, e isso inclui levar um acompanhante adulto, já que a sedação dá muito sono.

Na hora do procedimento, a equipe médica vai explicar tudo direitinho e garantir que não vai acontecer nenhum problema. Mas mesmo assim, se tiver qualquer dúvida, fale com a equipe, combinado?

Depois do exame

Não é recomendado trabalhar e dirigir depois do exame. Como a sedação deixa você muito sonolento, o acompanhante precisa estar preparado para lhe ajudar sempre que precisar.

“O recomendado é fazer repouso de 8 horas, aproveitar para dormir até a sedação passar e comer somente alimentos leves, para não irritar o estômago”, diz o Dr. Felipe Folco. “Se puder, é indicado não tomar remédios anticoagulantes para facilitar na recuperação — caso a pessoa tenha feito biópsia”.

Fonte: Comigo Saúde

H3Med

Subir Página