agende agora

Celulite infecciosa: definição, sintomas, causas e tratamento


Todos estamos suscetíveis a ferimentos e lesões leves na pele, que, geralmente, não necessitam de muito cuidado e se recuperam em poucos dias. Porém, caso se agravem, podem atingir o quadro de celulite infecciosa.

Este tipo de infecção é mais comum do que se imagina e possui sintomas similares a outras doenças, como a erisipela, podendo causar sérios danos ao paciente. Para que você conheça quais são os sintomas, as formas de prevenção e o tratamento para celulite inflamada, acompanhe o artigo abaixo.

O que é celulite infecciosa?

“A celulite infecciosa é uma infecção que consegue atingir as camadas mais profundas da pele, por meio de bactérias que se instalam no tecido gorduroso, mediante a cortes, feridas, bolhas e micoses na região. Essa condição pode causar, inclusive, uma infecção geral no organismo, colocando o paciente em perigo”, explica o Dr. Felipe Folco.

“Diferente da celulite comum, que causa apenas alguns furos na pele, de modo superficial, a celulite infecciosa na perna ou em outras partes do corpo pode comprometer a saúde do paciente como um todo. Por isso, necessita de diagnóstico e tratamento rápido”, acrescenta o médico.

Quais são as causas da celulite infecciosa?

Esse tipo de celulite com infecção é causada com a instalação de duas bactérias na pele, sendo elas: Staphylococcus e Streptococcus. Assim, pessoas com feridas cirúrgicas, cortes ou picadas, que não receberam tratamento adequado, podem alojar estes micro-organismos e desenvolver a doença.

“Pessoas que possuem sistema imunológico enfraquecido ou doenças de pele, como dermatite, micose ou eczema, também podem adquirir a celulite infecciosa. No geral, qualquer ferimento leve, que não for tratado adequadamente, pode abrigar bactérias”, salienta o Dr. Felipe Folco.

Esse tipo de infecção dermatológica não é contagiosa, porém, caso o paciente que possua ferimentos e lesões tenha contato com as bactérias que causam a condição, a chance de desenvolver a celulite infecciosa é maior.

Sintomas principais

Como toda doença, esse tipo de infecção dá sinais ao paciente. Os principais sintomas de celulite infecciosa são: dor, vermelhidão e inchaço, tanto na área afetada, quanto em suas proximidades, febre acima de 38ºC e pequenos caroços próximos à infecção.

Em casos graves, o paciente pode apresentar tremores, arrepios, fadiga, transpiração excessiva e dores musculares. Se houver outras reações, como sonolência, aparecimento de bolhas ou raios vermelhos, é indício de que a doença está se agravando.

Diagnóstico da doença

O diagnóstico é feito por um dermatologista, que avaliará o estado do paciente e os sintomas, para indicar o tratamento adequado. Contudo, nem sempre isto é o bastante, já que a celulite infecciosa possui sinais parecidos com os de outras infecções de pele, como a erisipela, por exemplo.

Desse modo, o especialista poderá solicitar exames de sangue para avaliar com mais precisão a condição do paciente e se há presença das bactérias que causam a celulite infecciosa ou de micro-organismos que desenvolvem outras doenças.

Tratamento

É necessária a orientação de um especialista para realizar os tratamentos para celulite infecciosa. Na maioria dos casos, a infecção é tratada com o uso de antibióticos por um período de 10 a 21 dias. Também podem ser indicados analgésicos, para aliviar os sintomas durante o tratamento.

Além disso, podem ser aplicados curativos e pomadas na região, para garantir a recuperação, que, em geral, acontece em até 10 dias após o início do tratamento. Em casos mais graves, o paciente poderá ser internado e receber medicação intravenosa.

H41MedCentro

Subir Página