agende agora

Lipoma


LIPOMA - Causas, sintomas e tratamento • MD.Saúde

Lipomas são tumores cutâneos benignos compostos por células de gordura maduras. São os mais frequentes na população, com a incidência estimada de 10% e prevalência em 2,1 por 1.000 pessoas. Apresentam-se geralmente nas regiões subdérmica e subcutânea, e podem-se localizar em qualquer parte do corpo, incluindo vísceras e cavidades.  

Sintomas

Geralmente, surgem na faixa etária de 40 a 60 anos e são raros em crianças. Os lipomas apresentam-se como massas de crescimento lento sem sintomas de dor ou comprometimento funcional. São múltiplos em aproximadamente 5% dos casos.   O diagnóstico, na maioria das vezes, é clínico para os que apresentam lipoma subcutâneo típico. Nos casos de lipoma grande (> 5 cm), de forma irregular e com sintomas de envolvimento miofascial, a imagem é justificada por ultrassom, tomografia computadorizada (TC) ou ressonância magnética (RNM). A imagem também deve ser obtida se a biópsia de tecido indicar a presença de uma massa infiltrada.  

Tratamentos

Na maioria das vezes, não é necessário tratamento, pois o acompanhamento é clínico. No entanto, as indicações para a remoção de um lipoma incluem preocupações cosméticas, quando causam alterações nervosas, dor e consequentes limitações funcionais (como, por exemplo, angiolipomas).   Outras indicações para a remoção de lipomas incluem aumento de tamanho, características irregulares (induração), tamanho (> 5 cm), amostras de biópsia de agulha do núcleo consistente com características atípicas ou outras características mais consistentes com um sarcoma (invasão / envolvimento da fáscia profunda).   O diagnóstico diferencial dos lipomas inclui cisto de inclusão epidérmica, hematoma, vasculite, paniculite, nódulos reumáticos, câncer metastático / tumor subcutâneo ou infecções.   Os lipomas ocorrem de forma isolada ou associados a algumas síndromes. Os mais comumente vistos são, tipicamente, lesões isoladas não associadas a qualquer mal-estar generalizado. A genética para lipomas é variável em relação às síndromes associadas.  

Prevenção

Não há prevenção.

H3Med

Subir Página